2007-02-04

Pinheiros - Serpente

Há umas semanas atrás, entrei por acaso no blog PILRITEIRO e fui surpreendida com a série de fotos espectaculares dos Pinheiros- Serpente da Mata Nacional de Pedrógão que eu desconhecia totalmente a sua existência. Fiquei tão impressionada com o tema que contactei o seu autor Augusto Mota que me deu mais informações sobre o assunto. Inclusivé enviou-me um pps com fotos dramáticas tiradas por ele na Praia Velha, em S. Pedro de Moel a outros pinheiros-serpente que mais tarde viriam a ser vandalizados e destruídos, acompanhando as fotos com um magnífico poema de Afonso Lopes Vieira.
Perante o meu interesse em publicar o seu trabalho, teve a gentileza de transformar o pps de forma a poder inseri-lo aqui.



Se tiverem dificuldades em ler as legendas, cliquem sobre "View All Images" logo abaixo da exibição dos slides

22 comentários:

Tongzhi disse...

Muito giro este slide show! Estes pinheiros sempre me deixaram curioso. São realmente parecidos com cobras, retorcidas.

AnaG. disse...

Gostei muito da tua informação. Muito boa, mesmo. Tantas vezes que vou para aqueles lados e nunca me tinha apercebido da existência de tais pinheiros.

Boa semana.
Beijinho

Chauffeur Navarrus disse...

Boa!
O Slide Show funcionou :)
Beijinhos
Estou de volta!
CN

Quico disse...

Olá, Ana! Obrigado por apareceres e obrigado por apresentares esse belo trabalho do Augusto Mota que ainda não conhecia. Para não te perderes a procurar-me a mim ou ao Ventor, deixo-te aqui o link dos meus links: A Grande Caminhada! Se um dia quiseres continuar a saber de mim, estarei por aqui, numa destas janelas enquanto o Ventor me deixar. Aparece sempre. Vou dar uma olhada pelo velho PILRITEIRO esse belo arbusto de que o Ventor muito gosta. É belo, sobretudo, quando florido e quando cheio de frutos, tal como todas as árvores. É pena é as pessoas não terem a sensibilidade suficiente para se comportarem bem perante elas. Bjs.

Pepe Luigi disse...

Ana,
Novamente parabéns pelas suas postagens.
Todos os dias aprendo alguma coisa.
Um abraço
Zé.

ez disse...

Esta é uma das "virtudes" das novas tecnologias (i.e. neste caso : OS BLOG)!!
Boa pilriquitagem!
(votos de melhoras para o doentinho)

baltazar disse...

Também na minha região existem esses pinheiros pelos quais passei imensa vezes e que ladeiam o estrada que acede à Praia da Tocha.
Da proxima vez que lá passar vou poder finalmente ver, uma vez que até ao presente me limitei a olhar

TINTA PERMANENTE disse...

Belissimas imagens com uma moldura perfeita (Afonso Lopes Vieira)
Abraços

poetaeusou disse...

Ana
Estranha Beleza.
Lindo Poema
Informação:
Encontram-se junto á Costa.
Entre a Nazaré e Figueira da Foz.
A estranha configuração, é devido,.
á influencia dos ventos, que, incidem no cescimento do pinheiro.
bj)

maria disse...

São imagens comoventes as destes pinheiros sofredores. Já tenho visto mas não tinha pensado no assunto, nas fotos têm outro impacto.

Badala disse...

Excelente. Confesso que mal vi as fotografias os reconheci logo. Moro em Leiria e vou frequentemente à Praia Velha, especialmente no Verão. São espectaculares. O que o vento faz!

Beijinhos.

Paula Raposo disse...

Adorei!!! Maravilhoso! Beijos.

kuka disse...

O teu post sobre as lagartas dos pinheiros, despertou-me para a necessidade de inspeccionar a parca dezena de pinheiros que possuo. E não é, que existiam vários ninhos de lagartas de que nunca me tinha apercebido. Não por falta de informação, Há cerca de um ano isso foi noticiado na imprensa. Salvo erro, numa escola do Norte, onde vários alunos tinham tido problemas.
Como os pinheiros são ainda relativamente baixos, foi fácil podar os raminhos com os ninhos. Por este ano já está. Vamos ver se para o próximo me lembro disso.

ez disse...

Muito trabalho?!?!
Saudades!

Rox disse...

Hola Ana mi nombre es Roxana y soy mexicana. Entendi a grandes razgos tu nota y estoy muy interesada en la naturaleza y su cuidado.

Me gustaría que visitaras mi blog y me des tu opinion sobre la nota que escribí. Habla de deportes extremos que practican en México que destruyen los ecosistemas.

Felicidades por tu blog y te espero en el mio.

Saludos desde México

dulce disse...

Nunca tinha ouvido falar de pinheiros-serpente. São realmente impressionantes as fotos.
Bjos.

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Bonitos pinheiros...
Durante o seu crescimentos devem ter bailado ao som das ondas do mar... e ganho tão linda configuração ;)

Bonito blog!

=^.^= tarina

Paulo Sempre disse...

Olhe, gostei muito deste blog. Assim, tenho que voltar depois de votar no "sim" ou no "não", tenho dúvidas.
Beijo
Paulo

bom dia isabel disse...

Gostei muito da informação e dos slides.
Beijinhos

bettips disse...

Embora já te conheça, de andar pelos mesmos sítios, hoje quero saudar umas das imagens mais maravilhosas que tenho visto por aqui! Conhecia os pinheiros de S. Pedro de Moel mas não sabia nada do porquê. E a poesia que as fotos acompanha, arrebata os sentidos. Parabéns a ti pelo bom gosto e ao Augusto pela sua sensibilidade. Bjinho

marta disse...

O que estes pinheiros me recordam...

O que me irrita é saber que desapareceram.

O que é pior é que estes incivilizados veraneantes são educados e conheciam estes pinheiros desde pequenos.
Podiam pensar que eram uns quaiquer novos ricos.
Desenganem-se. Se desapareceram em 8o eram os que iam para lá, há muito.

anete joaquim disse...

São, de facto, dignos de registo! Nunca tinha visto outros assim.
Oxalá perdurem.
bjs