2007-01-19

Chá de Príncipe

Posted by Picasa No Verão passado, a minha irmã ofereceu-me um vasinho com um pequeno pé de uma planta chamada Príncipe ou Chá de Príncipe (mesmo antes da sua infusão).
É uma planta herbácea da família das Poaceae (gramíneas), nativa das regiões tropicais da Índia, conhecida pela designação latina de Cymbopogon citratus e com um aroma a limão que lembra a Lúcia-lima, Bela-Luísa ou Limonete (Aloysia triphylla), uma vez que ambas têm um componente químico denominado citral.
Além do citral também tem mirceno, ácido acético e outros e por isso é usada em medicina caseira como analgésica , anti-pirética, bactericida, estomacal, expectorante, estimulante lácteo, hepato-protector, estimulante da circulação periférica, calmante e anti-depressiva.
Era um desejo antigo, conseguir adaptá-la a este clima com geadas muito intensas e nada suportáveis para uma planta habituada ao calor e à humidade. A nossa primeira preocupação foi mudá-la para um vaso maior onde se sentisse mais confortável e a partir daí tem vindo a ser apaparicada inclusive abrigando-a dentro de casa quando chega a noite. Gostou da mudança do vaso e criou uma série de novos pés cheios de força como podem ver na foto.

40 comentários:

Tongzhi disse...

Muito chá de Príncipe tomei eu em pequeno e adolescentes. O meu pai era um amante/conhecedor das propriedades dos "chazinhos", como nós nos referíamos...
Havia épocas em que era obrigatório tomar este ou aquele chá. À noite, antes de ir para a cama, já era mecânico... Passava-se pelo Samovar para tomar o chá da época...

Anónimo disse...

Interessante lição aqui aprendi. Mais interessante ainda já que, aparentada que é dita da Lúcia-lima, me é também agradável. Talvez tivesse sido apenas acaso, mas lembro que era nas flores mais próximas daquele pé de Lúcia-lima que eu via bonitas borboletas e, suprema glória, alguns brilhantes pirilampos nas quentes noites de verão...
Afectuosamente
e grato pelas amáveis palavras...

Jofre Alves disse...

Percorrer esta merecida página não é uma imposição, mas, tão-somente, um prazer lúdico, para ver a elegância, qualidade, de braço dado com a noção de estética e bem-fazer. Afinal, tenho a sorte de puder apreciar e visitar este agradável blogue. Óptimo fim-de-semana.

Ventor disse...

Olá, Ramon! O Quico está-me a recordar que a dona dele tem ali num saquinho e diz-me que se ele faz bem a isso tudo, eu devia de tomar uns valentes pares de xícaras!
Mas só de ver esse vaso integrado nesse verdinho (eu não sou do Sporting) já vale a pena ter passado por aqui. Será que o PR Cavaco convidou a malta para o acompanhar à Índia para virem cheios de chá príncipe? Não foi por acaso que, segundo se diz os obrigou a viajar a expensas deles e, só para trazerem o cházinho, terá valido a pena! Terá? Bjs.

Anónimo disse...

Diz-me.
Curandeira ?
Diz-me.
Por favor.
Qual.
A ervadeira.
Que cura (falta).
O amor.
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»«
Tens um bobom no:
http://poetaeusou.blogspot.com/
xinos.

bom dia isabel disse...

Gosto desta planta e do seu chá. Cultivo-a na minha terra, litoral/barrocal algarvios e desenvolve-se muito bem. Enfeita o jardim e faz bem à saúde.
Beijinhos!

Anónimo disse...

Comprei um vaso de Erva Príncipe, como esse que tens na fotografia!
Cresceu imenso e ofereci-o ao J, que é muito "Cházeiro"!
(é muito agradável de tomar!)
Beijos

Anónimo disse...

Pois eu cá bebo chá apenas pelo seu sabor, não me preocupo muito com as suas características medecinais.
Boa sorte para o teu Chá de Príncipe, espero que consiga adaptar-se.

Beijinhos.

dulce disse...

Lembro-me da minha mãe falar do Chá de Principe. Não me recordo do sabor ou mesmo se alguma vez o bebi, mas esta tua lembrança veio avivar em mim recordações antigas. Vou procurar o dito Chá.
Depois te direi.
Beijos

Anónimo disse...

Deste chá nunca bebi. Quanto aos outros, não sou esquisito.
Já visitei uma fábrica de chá nos Açores e é bem intereessante ver todo o processo, desde a clheita até à embalagem.
Um abraço e obrigado pelaqs simpáticas palavras.

Anónimo disse...

Já aprendi neste blog uma coisa interessante sobre o Hotel Astória e o Humberto Delgado. Vou dar essa matéria e falarei do episódeo relatado.
Também gostei de ver a "nabada" de Semide...o mosteiro que está no meu coração desde que foi alvo do meu trabalho de final de curso.

Parabéns pelo blog interessante que nos apresenta.

Um abraço

Anónimo disse...

Interessante: já tinha feito um artigo na Wikipédia sobre esta planta, há um ano e tal atrás, mas só conhecia as designações brasileiras (via Houaiss). Agora, aproveitei os dados que apresentas e expandi o artigo, aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Capim-lim%C3%A3o . Só estava a ter dificuldade em descobrir o artigo porque o nome científico que apresentas é ligeiramente diferente daquele que me parece ser o mais usado: Cymbopogon citratus... A maior parte das fontes mais "credíveis" utilizam esta última designação.

Manuel Anastácio (não consegui identificar-me na caixa de comentários...)

shark disse...

Boa noite!
Nos açores esta planta é chamada "erva princesinha". É um chá muito saboroso com um aroma a limão.
Já algum tempo atrás fiz um post sobre esta gramínea (http://sharkassimetrico.blogspot.com/2006/03/capim-limo.html#links).
Gostei de cá passar!
Parabéns!
Shark

Chanesco disse...

Minha cara Ana

Brincando um pouco, podemos dizer que ter assim o vaso do chá aconchegadinho dentro de casa, faz lembrar as vizinhas antigamente: "pode dar-me um raminho de Príncipe do seu vaso que dou-lhe um raminho de hortelã do meu?"

Abraço e boa semana

Ana Maria B disse...

Muito interessante, fiquei fascinada com este blog. Impressionante o tratamento da gata. Eu sou médica e acho que não teria sido capaz de fazer o mesmo.Pelo menos sem anestesia. Também gostei de ver o Hotel Astória e da história do General H. Delgado porque sou de Coimbra e lembro-me da campanha.

Jofre Alves disse...

Passei para ver o blogue, sempre imteressante, desta feita com esta aproximação ao chá. Bom fim-de-semana.

bom dia isabel disse...

Passei para te deixar um beijinho e desejar um bom fim de semana.

Ana Ramon disse...

Quando fiz este post, não supunha que tantos de vós conhecessem esta planta que dá origem a infusões tão saborosas. Sobre o comentário do Manuel Anastácio que não dá para perceber logo à primeira foi devido ao facto de não me ter apercebido que tinha escrito o nome científico da planta como sendo Cymbopogom citratus em vez de Cymbopogon citratus e entretanto como fiz a devida emenda, o comentário acabou por deixar de estar actualizado. Recebemos algumas visitas de novos amigos como é o caso de poetaeusou, bom dia isabel, ana maria b (estes 3 blosg acabadinhos de nascer) e shark . A todos os amigos dos mais antigos aos mais recentes, aqui fica o nosso abraço de agradecimento pelas simpáticas palavras com que sempre nos acarinham.
Para aqueles que também deixaram um comentário no post anterior chamado "Sentidos da memória", não estranhem ver os vossos comentários num local diferente. Aquele texto por razões técnicas que tem a ver com o som intercalado no texto, teve que ser partido em 3 partes. Aconteceu que alguns dos amigos deixaram comentários após algumas das partes. Resolvemos andar à cata deles e juntá-los todos no fim do texto. Alguns conseguimos excluir para não se repetirem e outros não. Aqui fica a nossa explicação. Um beijinho para todos

Azinheira disse...

Já tive este chá oferecido pela minha irmã e marido que têm sempre um pé junto à janela do quarto. Na verdade a planta já esteve em vias de extinção por ser muito apreciada pela ninhada de cães lá de casa, que de vez em quando (eles lá saberão...) não se coibem e toca de ir tomar um cházinho. A minha planta acabou por morrer com a geada do Alentejo. Belo blog, parabéns.

Anónimo disse...

Ana.
Alem do chá.
Carecemos..
De um novo post.
OK ?
chásinhos.

Anónimo disse...

re: prometido o post sem picos!
só agora pude ver os outros comentários.
beijos!!!

dulce disse...

Só para te desejar um bom fim de semana e dizer-te q neste momento estou a beberricar um maravilhoso Chá de Principe. Pelo sabor, acho que me traz algumas lembranças antigas.
Beijos.

kuka disse...

Tenho-o no meu jardim, se é que se pode chamar jardim áquela caldeirada de plantas. O pé de chá espalhou-se de tal maneira que tenho de o desbastar frequentemente.

Anónimo disse...

Um ola de Mocambique,

Tomo esse maravilhoso chá, e sempre acreditei que tivesse algum efeito medicinal. vim esta manha pesquizar enquanto tomo o chá e encontrei este blog. O meu irmão tem aos montes na quinta dele. Já plantei no meu quintal para tomá-lo fresco. Um abraco.
Graciete

Anónimo disse...

Anónima....

Parabens pelo seu blog,estava a pesquisar sobre propriedades medicinal desta planta....Fiquei esclarecida.....Gosto mto deste chã...

José disse...

Interessante o seu blog, parabens, tambem tenho plantado no meu jardim uma planta de chá príncipe que está enorme. Mas o que eu pretendia saber era os efeitos secundários dessa planta, já me disseram que esse chá tira a virilidade do homen, será verdade?

Aguia disse...

Gosto muito do Chá de Principe, já à alguns anos que o utilizo de vez em quando, o seu sabor é muito agradável.
"Pois é verdade, há quem lhe chame o chá da paixão", porquê?
Aqui fica o meu comentário e muito grata por este blog.
http://entreaterraeoceu.blogspot.com

Anónimo disse...

Um ola de Inglaterra,
estava precisamente a pesquizar sobre as propriedades do cha princepe que e um cha que adoro tomar se nao o meu preferido e ainda tenho ali guardado num sacinho que trouce a cerca de 2 anos de Portugal e aqui nao encontro, gostava de ter a planta para plantar no meu jardim, e por falar disso estou com vontade de tomar um cha,vou ja prepara-lo.

Joana disse...

olá eu preciso de saber imformaçoes sobre o cha principe porque tenho de faxer um trabalho

Ana Ramon disse...

Olá amigos. Estava a repensar num post para publicar brevemente (estamos em Outubro de 2008) quando me apercebi que uma série de amigos continuam a enviar comentários sobre o Chá de Príncipe.
Deixo aqui um abraço aos novos visitantes como a Gabriela de Moçambique, à anónima, á águia, ao anónimo de Inglaterra.
Ao josé digo que nunca ouvi dizer que o Chá de Príncipe seja responsável pela falta de virilidade. Bebe-se cá em casa e nunca ouvi nenhuma queixa sobre esse assunto. Depois fiquei a pensar que há homens que aproveitam qualquer coisinha para se desculparem :)))
Mas agora a sério: se tiver muitas dúvidas sobre isso e se costuma tomar grandes doses deste chá diariamente, então aconselho a informar-se junto de alguém mais conhecedor do que eu nesta matéria. É mais razoável. Um beijinho para si.
À Joana aconselho a entrar no Meu Perfil e escrever para o meu endereço, colocando as dúvidas que quiser às quais responderei (se souber), logo que me for possível. Beijinho também para si

Anónimo disse...

como eu faço o chá , para dormir melhor ?!

Anónimo disse...

Como é bom saber que muita gente toma o chá principe. Eu já tomo este chá desde os meus 6 anos de idade. Em Angola a minha mãe tem uma grande plantaçao desse maravilhoso chá. Acompanhavamos sempre as refeições com chá principe ou chá de capim como a minha avó lhe chamava. Tenho sete vasos grandes de chá, Trouxe em 1992 do Lubango - Angola com raíz e plantei.
É muito bom e saudavel. Beijos Esperança

Anónimo disse...

Antunes USA
Ola Ana.
Em primeiro lugar obrigado pelo teu blog e pelo tema sobre o cha principe,tao delicioso que eu tomava na minha terra Benguela-Angola.Este ano de ferias em Portugal tive o prazer de me diliciar com o dito cha em casa dos meus tios na Caparica,nao descansei e consegui trazer umas raizes, ja as plantei tendo ja umas folhas de cerca de 10 cm,mas o inverno rigoroso aqui na costa leste americana,podera destrui-la.Tenho que a proteger e esperar que com sorte a planta me possa dar o prazer de tomar galoes desse delicioso cha. Saudacoes amigas.

Claudio disse...

Nao tenho certeza se tomei, ja tomei erva cidreira é a mesma?

heloisa mendes de sousa disse...

eu moro em um estado do brasil que se chama goias e aqui no chamamos essa planta de capim santo e im cha muito gostoso beijos elloiza

heloisa mendes de sousa disse...

eu moro em um estado do brasil que se chama goias e aqui no chamamos essa planta de capim santo e im cha muito gostoso beijos elloiza

Anónimo disse...

o teu pai e gay

Anónimo disse...

Desde sempre que em casa dos meus pais e agora na minha o chá principe é uma presença constante. Os 86 anos do meu pai não o dispensam, assim como outros chás: cidreira, poejo, bela luisa ...
E digam o que disserem estes 86 anos, cheios de vigor (ainda anda de bicicleta a pedal)têm muito a ver com os cuidados baseados nas coisas naturais.
Bem haja pelo blog é muito interessante...

Anónimo disse...

Uma vez bebi cha de bela luisa e apaguei por completo so acordando na manha seguinte muito imdesposto. Tera sido por o cha ter sido muito fervido ou por algo mais??

Nagaréboshi disse...

Sempre acontece cada uma ?!
Há cerca de dez anos, um amigo ofereceu-me uma planta num pequeno vaso e que designou por "chã príncipe".
Suas propriedades -disse-me- estariam relacionadas com a "reactivação sexual masculina".
Bem. Como essa necessidade não era sentida, mantive a planta como adorno e, dado o seu aroma agradável, inclusive multipliquei-a pelos beirais da casa.
Há uns dias atrás, fui supreendido quando minha tia vinda do Brasil, olhando as plantas, me pediu suas folhas para fazer chã.
-Como ?! - Questionei-me ?
Bem. Ela me explicou sua propriedades que aqui acabo de confirmar.
"Se nasce sem saber, ... e se aprende até morrer" !!!