2008-06-16

Dixieland em Cantanhede

No passado fim de semana, entre 12 e 15 de Junho, decorreu o V Festival Internacional de Dixieland em Cantanhede.
Faltámos o ano passado e este ano fizemos todos os esforços para não acontecer o mesmo.
Desde quinta feira que Cantanhede vibrava com esta música electrizante, tendo as bandas dixie e também as filarmónicas do concelho a tocar na rua durante o dia todo. À noite tocavam no palco de um recinto fechado no Parque Expo-Desportivo de S. Mateus, onde também decorria a Feira Gastronómica e de Artesanato.
O programa era tentador:
Bandas dixie portuguesas: Astedixie; Castiço Jazz Band; Desbundixie Jazz Band; Dixie Boys; Funfarra
Bandas dixie espanholas: Always Drinking Marching Band (com a participação da Maria João); Remember Swing,
Bandas dixie alemãs: Dixieman Four
Bandas dixie holandesas: Dixieland Crackerjacks; The Juggets Jazz Band
Bandas dixie italianas: Tiger Dixie Band
Bandas Filarmónicas: Ançanense, dos Covões, da Pocariça

Conseguimos viajar no sábado á noite mas não chegámos a tempo de ver os Dixie Boys , cujo trabalho pretendíamos conhecer.
Ouvimos a Remember Swing que é um projecto musical do trompetista argentino Marcelo Gallo, musico multi-facetado, que vive em Espanha, sendo o responsável por uma série de arranjos de forma a alterar a sonoridade de alguns temas clássicos. Foi um momento muito agradável

Posted by Picasa

A conhecida banda Dixieland Crackerjacks apareceu a tocar no meio do público, no seu jeito festivo como faz nas ruas, exibindo os seus vistosos fatos. Subiram depois ao palco e conseguiram electrizar o público que sem se dar conta começou a marcar o ritmo com o corpo, alguns levantando-se para dançar por entre as mesas e cadeiras.

Posted by Picasa


No final, a grande apoteose quando todas as bandas participantes neste festival surgiram a tocar temas muito populares, juntando-se aos Crackerjacks ainda em palco e levando o público a rodeá-los, cantando e dançando, totalmente cativado.
Eram 2,30 horas quando saímos e a festa ainda continuava…
No domingo foi o encerramento do Festival com espectáculos de rua desde as 10 da manhã havendo depois do almoço a chamada Street Parade.
Não pudemos ir e por isso deixamos aqui um vídeo que encontrámos no Youtube que é uma gravação feita no ano passado.
Fica então aqui um pouco do cheirinho a festa


22 comentários:

pinguim disse...

Pois aqui está um festival diferente com diferentes e agradáveis somnoridades; é pena não conseguir abrir o vídeo...
Beijinho.

tibeu disse...

Olá
Adorei este blog, vou voltar com tempo para ver com calma todos os artigos. Parabens por este trabalho. bj

sp disse...

Só para dizer que fiquei "encantado" com tudo isto:
"Olá amigo! Sabes, eu também conheço e bem estas tristes histórias, como a grande maioria dos portugueses. Mas felizmente na zona onde vivo agora, não tenho a mínima reclamação do Centro de Saúde onde vou em caso de urgência. O pessoal é extremamente dedicado, os médicos são cautelosos e os enfermeiros são bons profissionais. Há uns anos a minha irmã foi mordida de raspão por um dos meus cães ao tentar separar dois em luta. Levei-a de imediato ao centro onde fez o penso, levou a injecção que devia e marcaram-lhe logo as consultas seguintes. Foi sempre tão bem tratada que ela até comentou comigo que se este assunto fosse tratado no Amadora-Sintra que seria quase tratada a pontapé. Mais tarde uma amiga veio passar férias com um filho ainda pequeno que se tinha queimado numa mão e vinha com um penso posto também no Amadora Sintra. Como era altura de o mudar, aconselhei-a a ir ao nosso Centro de saúde. Ela vinha encantada porque o pessoal ao tentar tirar o penso que estava todo agarrado à zona queimada e por isso difícil retirar de forma a não fazer sofrer o pequenito, ficaram escandalizados por verem que um profissional tinha colocado o penso directamente em cima da pele danificada sem porem uma pomada protectora. Ela depois perguntou-me a rir se podia cá ficar até não ser preciso fazer mais pensos.
Sabes? É uma zona pequena em que as pessoas se conhecem e os empregados e enfermeiros vivem na zona e são familiares ou vizinhos de toda a gente que aparece ali. É raro haver um grande atraso de um médico a não ser por algum imprevisto. Mas enfim, percebo a razão de ser destas diferenças. Aqui perto há o Hospital de Tondela que não funciona para este tipo de urgências mas onde se fazem uma série de cirurgias. As pessoas que conheço e que fizeram operações neste hospital falam-me dele com muito carinho. Foi lá que veio a falecer a minha sogra com um avc (há 2 anos)e sempre acompanhada por médicos e enfermeiros o que era fácil de constatar nas visitas frequentes que fazíamos. Conheço uma empregada de um supermercado aqui perto que é de um país do Leste (agora não me consigo lembrar de qual) que me contou que o marido tinha sido operado a uma hérnia neste hospital. Estava satisfeitíssima com a maneira como tinham sido tratados por todo o pessoal. Contou-me também que no país dela, os doentes têm de se munir de pacotes de algodão, gaze e uma série de produtos indicados numa lista que recebem antes da cirurgia. Em Portugal ainda não se lembraram disso... por enquanto!
Nâo é para desculpar o que aconteceu contigo que te conto estas coisas. Sei do que falas porque vivi aí até há pouco tempo. Mas noto bem a diferença de tratamento que acontece aqui.. se calhar também por enquanto.
Fico satisfeita por ambas as consultas terem acabado em bem.
O teu texto merecia ser publicado num jornal com grande saída. Todos sabemos o que se passa com a saúde em Portugal mas é bom fazermos cada vez mais denúncias deste tipo.
Eu não tenho problemas com o tal video. Mas depois do que escreveste, resolvi colocar o endereço. Assim quem não conseguir entrar de uma maneira, pode entrar pela outra.
Um beijinho grande".

OBRIGADO!

Ezequiel Coelho disse...

E Lisboa, pazinha?!?!? para quando???
Beijooosss

Duarte disse...

Está bem, que siga a festa...
Cantanhede, já lá estive há anos, com a família da minha amiga Adelaide, lamentavelmente já falecida. Deve ter mudado muito tudo aquilo, não voltei. Sei que o meu amigo Victor continua a ir por lá; como nos vemos pouco não falamos disso.
Desconhecia este evento nessa terra.
Viseu, Viriato, um escultor ilustre desta terra, Mariano Benlliure, fez a estatua, que está em Viseu, deste grande chefe Lusitano.
Abraços desde Valência.

Sei que existes disse...

Parece ter sido uma óptima festa!
Beijocas grandes

Tozé Franco disse...

Este ano não pude ir, mas para o ano lá conto estar.
O ano passado foi o máximo.
Um abraço e bom Domingo.

Rubi disse...

Um belo festival :)

Abraço

as-nunes disse...

Há muito, demasiado tempo, que não vou a Viseu. Mas este mês de Julho que aí virá, tem que ser.
Gostei, evidentemente, de saber que que aí em Cantanhede, o pessoal anda animado.
Um beijinho, talvez que nos encontremos pelo Rossio, num dia de coincidências, quem sabe!
António

poetaeusou . . . disse...

*
estas bandas
ainda não foram ao coliseu,
ou
não reparei . . . ?
,
conchinhas
,
*

pin gente disse...

por qualquer razão só consegui ver o princípio do video, mas a animação é convidativa.
um abraço
luísa

Bichodeconta disse...

Bem, que programa amiga.. Já há tempo que não passava por aqui, o tempo nem sempre o permite, ou não será o tempo?????Digamos que desde que fiquei sem o meu trabalho tudo se tem complicado.. Mas resiste-se, e é tão bom passar por aqui.. Um beijinho, ell

eu disse...

Imagino que o festival deve ter sido excitante, a julgar pelo entusiasmo da sua descrição, fotos e vídeo.

Um abraço

maria disse...

Aqui há anos assisti a um espectáculo semelhante no Jardim da Estrela, as bandas também andavam à boa maneira por entre as pessoas.É interessante e muito alegre e contagiante. Calulo como apreciaste esse de Cantanhede que não conheço.

JRL disse...

um beijinho, Ana. :)

Espaço do João disse...

Olá Ana.
Jardim de Pedra ( Anete ) pc está off. Falei com ela hoje e, de resto tudo bem . Abraços João

Lu disse...

E lá perdi mais uma oportunidade de assistir Astedixie Jazz Band. :)

Bj

jnavarro disse...

A menina é só vida... música, teatro... quando for grande também quero ;)

Beijinho...

jnavarro disse...

A menina é só vida... música, teatro... quando for grande também quero ;)

Beijinho...

Ricardo disse...

Hum, onde andam os novos textos? Andamos com saudade. Beijinhos.

Anónimo disse...

Pois o Festival tem realmente sido um sucesso, mas não à custa dos responsáveis de cantanhede, que de dixieland não conhecem uma letra do tamanho de um boi. Só é pena que a Inova (entidade q organiza juntamente com a câmara)o tenha roubado ao fim de 4 anos ao mentor e criador deste projecto. É triste, pois é. Porque todo o conceito e modo de apresentação do festival foi criado pelo Sr Jacinto Santos, (senão cantanhede e portugal nunca teriam um festival destes) músico da banda Dixie Gang desde à 16 anos, e ninguém conhece melhor este estilo (dixieland) em Portugal do que ele.Não me venham com falinhas mansas as pseudo empresas que julgam conhecer muito bem esta musica. Porque é preciso saber muito mais do que apenas ir`a internet e escolher bandas para o festival e simplesmente dizer à inova toma lá e dá cá o meu. Infelizmente neste país de merda é assim que se lixa o outro. E mais não digo.

Anónimo disse...

Good post, sweetie! Keep it up! Almost forgot, I suggest you should make this blog a bit more social.


Jen Brown
dominos coupons