2006-08-18

História de Ariadna ou Ariadne


Uma das histórias constantes na mitologia grega é a de Ariadna, filha de Minos, rei de Creta e de Pasífae. Esta é a versão que mais gosto:
Minos, seu pai, pretendia tornar-se rei de Creta e pediu a Poseidon um sinal para saber se o trono seria dele. Poseidon concordou em enviar-lhe um touro branco, caso o trono lhe estivesse destinado, mas teria que sacrificar o touro para poder regressar ao deus.
Minos ao ver a beleza do animal não teve coragem de o mandar matar e matou outro touro na esperança que Poseidon não desse pela troca. Mas Poseidon percebeu o embuste e resolveu castigar Minos fazendo com que sua mulher Pasifae se apaixonasse por esse mesmo touro. Dédalo construiu para ela uma vaca oca de madeira (noutras versões de bronze) cobriram-na com uma pele verdadeira e o touro, confundido, uniu-se a Pasifae, fecundando-a. Dessa união nasceu o Minotauro, uma criatura selvagem com metade de corpo de homem e outra metade de touro. Minos pediu a Dédalo para construir um labirinto gigantesco onde abandonariam o Minotauro.
Entretanto um dos filhos de Minos, Androceu, foi morto pelos atenienses. Seu pai declarou guerra contra Atenas e ao vencer decidiu que todos os anos fossem sacrificados 7 rapazes e 7 donzelas atenienses para servirem de repasto ao Minotauro.
Teseu filho do rei de Atenas resolveu pôr fim a este massacre e apresentou-se para o sacrifício mas com intenção de matar o Minotauro.
A princesa Ariadna, filha de Minos e de Pasifae, apaixonou-se por Teseu mal o viu e resolveu ajudá-lo. Ofereceu-lhe uma espada mágica para poder matar o Minotauro (seu meio-irmão) e um novelo de lã (de linha ou de corda) para poder marcar os locais de passagem e assim conseguir sair do labirinto.
Teseu como conseguiu atingir os seus propósitos, resolveu regressar à sua terra levando Ariadna consigo. Pararam na ilha de Naxos mas ao vê-la adormecida, decidiu partir no barco somente com os seus homens. Quando Ariadna acordou e percebeu que tinha sido abandonada, desatou em grande pranto.
Baco ao passear pela ilha ouviu o choro da jovem. Apaixonou-se por ela e tomou-a como esposa (imagem acima: Agostino Carracci - séc. XVI/XVII). Tiveram vários filhos. Ofereceu-lhe uma coroa de ouro enfeitada com pedras preciosas que atirou ao céu quando mais tarde Ariadna faleceu. As pedras preciosas transformaram-se em estrelas e permanecem no firmamento como prova do seu amor.

11 comentários:

Filipe disse...

Obrigado pela visita ao meu blog, deve continuar o bom trabalho que está a fazer.
Para já estou interessado no tratamento que faz à Zeuzera Pyrina, não o conheço e embora actualmente não tenha esse problema, nunca se sabe.
Só dois comentários aos seus post, em relação à Monstera deliciosa, também coloquei já dois post sobre ela, não sei se viu, e principalmente porque a maior parte das pessoas desconhece que os seus frutos são deliciosos.
O outro ponto era em relação ao physalis, tenho a espécie P. peruviana, se estiver interessada em sementes diga, estão a dar fruto agora.

Manuel Anastácio disse...

Lembro-me de, em pequeno (incrível, como este blogue me desperta memórias de infância) ler esta história pela primeira vez. E de sentir pela primeira vez os olhos enevoados de lágrimas por compaixão e incompreensão motivadas por uma história. É, de facto, um lindo nome para um ser tão belo como a vossa Ariadna e tão injustamente rejeitado por ditames da Natureza que a compaixão humana, felizmente, repudia.

Anónimo disse...

Gostei muito sobre esta história1
Se vc pudesse Felipe por favor coloque a historia apaizonante e encantadora de Romeu e Julieta.
muito obrigada pela atenção, Adeus

hirla disse...

poxa eu achei muito enteressante essa História!!!
eu tenho uma proºque se chama Ariadna!!

ARIADNA disse...

È muito interessante saber a origem do seu nome, pois me chamo Ariádna. parabens pelo blog. ( vc cometeu um erro nome ariadna, bem no final trocando-o por Adriana!!!)

Ana Ramon disse...

Obrigada pela chamada de atenção Ariadna. Já está corrigido.
Um beijinho grande

Ariadna disse...

realmente concordo com todas as Ariadnas q aki passaram, tb me chamo Ariadna sou maranhense e adorei saber a origem verdadeira do meu nome

DINE disse...

Eu me chamo Ariadne e sei dessas histórias(existem realmente várias versões) à um bom tempo... mas digo que também acho essa versão a mais bonita! Tenho um sobrinho de menos de 1 ano chamado Ícaro e ouvi falar que há uma história na qual os dois personagens de encontram, Ariadne e Ícaro... Gostei muito de ler mais uma vez essa versão! Bjim:)

Anónimo disse...

Eu me chamo ariadiny e gostei de saber mais um pouco sobre o significado de meu nome eu descobri o significado pelo livro percy jackson leiam e muito interessante sobre mitologia grega

Anónimo disse...

Nossa to surpresa com essa historia nao sabia que era tao especial a to super feliz PARABENS tbm me chamo ARIADNE fui uma PRINCESA adoreiiiiiii bjim.

Ariadne Oliveira disse...

Adorei essa versão :)